Share Voto Rápido

Poll link

500 px
350 px
250 px
Pré-visualizar

- pré-visualizar

Largura - pixeis; Altura - pixeis

Fechar pré-visualização
! Você está usando um navegador que não é compatível A sua versão do navegador não está otimizada para a Toluna, recomendamos que você instale a versão mais recente Atualizar
A nossa Política de Privacidade rege a sua participação no nosso Painel de Influenciadores, que você pode acessar aqui. O nosso website usa cookies. Como no mundo offline, cookies tornam qualquer situação melhor. Para aprender mais sobre os cookies que são usados no nosso website, verifique a nossa Política de Cookies.

Sereninha

  8 meses atrás

Alimentação saudável é cara?

Você sabia que a alimentação rica em frutas, legumes e verduras frescos é mais barata do que uma alimentação rica em alimentos processados e ultra processados?

Cálculos realizados a partir de uma pesquisa dos gastos médios de brasileiros com a aquisição de alimentos mostram que, apesar de verduras, legumes e frutas serem em geral mais caros que outros alimentos, uma alimentação baseada nesses grupos de alimentos e em preparados em casa é mais barata, além de ser bem mais saudável!

Mas então porque é tão comum dizer que uma alimentação saudável é cara?


Primeiramente, pela ideia de que, para ter uma alimentação saudável é preciso consumir alimentos específicos, como aqueles suplementados com vitaminas, importados ou encontrados apenas em algumas regiões do país, o que não é verdade.
Além disso, a mídia expõe frutas e verduras específicas para a perda de peso e que fornecem benefícios para saúde, mas o importante é variar! E nem todas as variedades são caras, especialmente quando adquiridas na época de safra do alimento ou em locais com menos intermediários para comercialização como sacolões, varejões, feiras e pequenos agricultores urbanos (hortas comunitárias, por exemplo).

Então como fazer para consumir esses alimentos de forma mais acessível?

Por meio do calendário dos alimentos da época ou de comercialização nos sites da Central de Abastecimento (Ceasa) de sua região você pode verificar o período no qual há maior produção de alimentos in natura, e assim comprar de acordo com a sazonalidade. Em São Paulo temos o site da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP).

Você também pode encontrar a feira de orgânicos mais próxima de sua residência.
Hortas caseiras são ótimas para ter acesso facilitado a alimentos in natura!


Para manter uma alimentação diária com esses alimentos, mesmo comendo fora de casa, você pode levar a comida de casa para o trabalho ou comer em restaurantes a quilo.

Vale lembrar que frutas, verduras e legumes devem estar sempre associados a outros grupos de alimentos, que são mais baratos, como arroz, feijão e batata, que fazem parte das tradições alimentares brasileiras.

Fonte

https://www.fsp.usp.br/crnutri/index.php/2017/12/11/alimentacao-saudavel-e-cara/

Interessante né? Coloquei o post datado de 2017, com exceção dos preços "salgados" durante a pandemia, se tornou mais complicado ter um prato saudável.
Responder
Enviar

C9074261x90

  8 meses atrás
Sim Responder
0 comentários

ClaRibeiro

  8 meses atrás
Acho que foi uma descoberta para muitos nessa pandemia... Responder
0 comentários

Copiado para a área de transferência

Você está quase lá

Para poder criar conteúdo na comunidade

Verifique o seu e-mail / reenviar
Não, obrigado! Estou apenas olhando

OK
Cancelar
Lamentavelmente, desativamos a funcionalidade de login com Facebook. Por favor, digite seu e-mail do Facebook para receber um link de criação de senha.
Por favor, insira dados válidos para Email
Cancelar
Processando...
Se você incluir uma foto, seu perfil fica mais legal.
Carregar